Torsten Reinholz, condutor da Böpple, testa o novo Actros

Economia & Logística

Maior segurança, menos tensão, mais comunicação em rede.

Torsten Reinholz, da Böpple Automotive GmbH, testa o novo Actros antes do início da introdução da série – e fica impressionado. Bem como o seu chefe Dominik Böpple.

Seguro. Torsten Reinholz, motorista da Böpple, fixa os preciosos veículos clássicos a bordo do reboque especial Ecotrans da Kässbohrer.

Diariamente chegam porta-carros ao concessionário Mercedes-Benz Lorinser, em Waiblingen, perto de Estugarda, para entregarem veículos novos e usados. Motivo de orgulho é o facto de, na maioria das vezes, tratar-se de veículos pesados Actros com reboque. Assim também neste dia, em que uma tranche de preciosos veículos clássicos da coleção Lorinser Classic deverá ser transportada até um comprador, na Côte d’Azur.

Tal como é habitual no transporte de verdadeiros clássicos, a valiosa carga é acondicionada em semirreboques fechados e com uma proteção especial. Contudo, Thomas Hähnel, diretor da Lorinser Classic e quem encomendou o transporte à Böpple Automotive GmbH, empresa especializada no transporte fechado de veículos, repara em algo diferente do normal no veículo. «Mas não tem espelhos retrovisores exteriores!»

Porém, esta é apenas uma meia verdade, pois o Actros 1846 tem certamente espelhos, só que digitais. O camião é designadamente um veículo da pré-serie da mais recente geração e trabalha com o sistema MirrorCam em substituição dos convencionais espelhos retrovisores e retrovisores de grande angular. Câmaras compactas e com formas aerodinâmicas observam o trânsito à retaguarda e projetam as imagens em dois grandes displays montados nos pilares A, no interior da cabina do motorista. Hähnel fica atónito: «O aspeto é incrível e deve melhorar substancialmente a aerodinâmica do camião.»



Os mais elevados requisitos de qualidade no manuseamento e transporte – é o que a Böpple e o novo Actros propõem na mesma medida.
Os mais elevados requisitos de qualidade no manuseamento e transporte – é o que a Böpple e o novo Actros propõem na mesma medida.
Magnífico. Um Mercedes-Benz 300 SE/Coupé de 1966 sobe a rampa de carga do porta-carros fechado.
Magnífico. Um Mercedes-Benz 300 SE/Coupé de 1966 sobe a rampa de carga do porta-carros fechado.

A empresa transportadora Böpple, a quem recorreu, é uma das poucas empresas que se encontram a testar o novo Actros a pedido da Mercedes-Benz Trucks, no âmbito de ensaios a serem realizados na prática, antes do início da produção em série. O enfoque incide nas diversas funções, com as quais a MirrorCam apoia, tal como neste preciso momento, o condutor da Böpple, Torsten Reinholz, na manobra no recinto da Lorinser. E, obviamente, também nas mais de 60 outras inovações que o novo estandarte da Mercedes-Benz Trucks traz a bordo.

Mas antes que a viagem de hoje possa ter início, os peritos da Lorinser Classic ainda têm de colocar cuidadosamente os clássicos vendidos nos reboques especiais da Kässbohrer. O primeiro a subir a rampa de alumínio para o reboque com um valor superior a 200 000 Euros é um Mercedes-Benz 300 SE/C de 1966 com os seus elegantes pneus de faixa branca, acompanhado pelo som fervoroso do seu motor de 8 cilindros. Seguem-se outras peças de coleção, todas elas sob as instruções competentes e protegidas pelo motorista da Böpple, Torsten Reinholz. O reboque de dois andares tem espaço para um total de seis veículos.

Regra geral, quem encomenda um porta-carros fechado da Böpple pretende transportar veículos raros ou valiosos. Para além de veículos clássicos, podem ser também veículos de exposição para feiras, protótipos para testes de estrada, carros de corrida para diversas séries do desporto motorizado ou ainda automóveis de luxo para clientes particularmente exigentes.


O novo Actros deu um salto sustentado em termos de digitalização, comunicação em rede e automatização.
O novo Actros deu um salto sustentado em termos de digitalização, comunicação em rede e automatização.
Experiente. O diretor sénior Alfred Böpple é o perito da Böpple Automotive em matéria de tecnologia de veículos pesados, submetendo o novo Actros a um exame minucioso.
Experiente. O diretor sénior Alfred Böpple é o perito da Böpple Automotive em matéria de tecnologia de veículos pesados, submetendo o novo Actros a um exame minucioso.
Previdente. O novo Actros circula com especial economia, graças ao Predictive Powertrain Control revisto, também no transporte interurbano.
Previdente. O novo Actros circula com especial economia, graças ao Predictive Powertrain Control revisto, também no transporte interurbano.
Conectivo. O novo Multimedia Cockpit proporciona a Torsten Reinholz um posto de trabalho totalmente conectado em rede.
Conectivo. O novo Multimedia Cockpit proporciona a Torsten Reinholz um posto de trabalho totalmente conectado em rede.
Aerodinâmica. A nova MirrorCam trabalha com câmaras de linhas aerodinâmicas, o condutor é apoiado na cabina por via das indicações apresentadas nos displays.
Aerodinâmica. A nova MirrorCam trabalha com câmaras de linhas aerodinâmicas, o condutor é apoiado na cabina por via das indicações apresentadas nos displays.

«Por motivos de segurança e de modo a evitar ao máximo danos causados durante o transporte, nenhum destes veículos deve ser transportado em porta-carros convencionais», aconselha Dominik Böpple. Em vez disso, viajam, bem protegidos, atrás das tampas e das portas dos veículos prateados com reboque da Böpple.

A par de concessionários como a Lorinser, a Böpple tem a própria Daimler AG como um dos seus principais clientes. Ambas as empresas trabalham numa estreita cooperação, nomeadamente no transporte de veículos de teste ou na entrega de supercarros. «Operamos os destinos mais variados em toda a Europa para a Daimler», conta Dominik Böpple. «Numa semana fornecemos Mercedes-AMG GTs da fábrica de Sindelfingen a um concessionário na Noruega. Na semana seguinte levamos veículos de teste da Mercedes-Benz Cars para ensaios em altitude até ao Sul de Espanha.»

Foram estes trajetos muito variados que chamaram a atenção da equipa de ensaios em contexto real da Mercedes-Benz Trucks para a empresa Böpple. «As várias rotas bem diversificadas são o ideal para nós, a fim de testar mais uma vez as inovações do novo Actros em condições reais, antes da introdução da série», afirma Michael Hintze, que acompanha, por parte da Mercedes-Benz, o teste na prática junto da Böpple.


Rápido crescimento. Em menos de doze anos, os fundadores da empresa, Dominik Böpple e a sua equipa, aumentaram a frota de camiões da Böpple Automotive de dois para 100 camiões.

Torsten Reinholz, motorista da Böpple, é quem fornece os comentários mais importantes. Pois é ele quem irá circular com um novo Actros ao longo de vários meses. Neste processo, terá o apoio do diretor de frota, Alfred Böpple, que avalia o novo Actros do ponto de vista técnico. O seu filho e fundador da empresa, Dominik Böpple, analisa, por fim, a rentabilidade económica do veículo.

«O novo Actros tem em autoestrada e em vias rápidas um consumo de combustível até três por cento inferior ao do seu antecessor, no transporte interurbano por estradas nacionais, a redução chega mesmo até aos cinco por cento», afirma Dominik Böpple. «Se transpuséssemos este potencial de poupança a médio prazo para a totalidade da frota, conseguiríamos melhorar sustentavelmente a nossa competitividade.»

O motivo para a redução substancial do consumo está, sobretudo, na otimização contínua do controlo do TEMPOMAT e do comando da caixa de velocidades Predictive Powertrain Control, assim como na melhoria significativa da aerodinâmica graças aos novos defletores laterais e à câmara do espelho retrovisor exterior, MirrorCam, de linhas fluidas.

Segurança escreve-se com letras maiúsculas.

Dominik Böpple valoriza a inovação. É por esse motivo que está atualmente a introduzir um novo sistema de TI na sua empresa, é por esse motivo que investe nos reboques mais recentes e é por esse motivo que está a construir um centro logístico em Ebersbach, a leste da central da empresa. «Quero construir algo», diz Böpple. «E hoje isso só é possível, se estivermos abertos aos novos progressos.» Esta filosofia empresarial foi a principal razão que levou o diretor da empresa a interessar-se pelos testes práticos do novo Actros. «Em matéria de digitalização, comunicação em rede e automatização, anunciam-se grandes avanços na construção de veículos pesados. No novo Actros foram já dados os primeiros passos importantes.»

De facto, o novo Active Drive Assist no novo Actros permite uma condução semiautomatizada em todas as gamas de velocidade. O sistema pode direcionar o volante, acelerar ou travar de forma autónoma. O que reduz a tensão do condutor e aumenta a segurança, especialmente em viagens longas e monótonas em autoestrada.

«A atenção que damos à segurança nunca será excessiva. É uma responsabilidade que temos para com o público em geral, mas naturalmente também para com os nossos clientes, que nos confiam os seus valiosos automóveis», diz Böpple. É também por isso, que a empresa irá encomendar todos os novos Actros a integrar na sua frota, nos próximos anos com o novo e aperfeiçoado sistema de travagem de emergência Active Brake Assist 5.


A Mercedes-Benz Trucks está representada em 90 % da frota da Böpple Automotive GmbH.


A empresa pretende também aproveitar as oportunidades da comunicação em rede. Também aqui o Actros tem muito a oferecer. O Truck Data Center a bordo do camião mantém o veículo permanentemente ligado à Cloud, constituindo a base para todas as soluções de conectividade, entre as quais o controlo do camião em tempo real através do produto de serviços preventivo Mercedes-Benz Uptime, que a Böpple Automotive já usa há muito tempo.

A transição do mundo analógico para o mundo digital foi vivida em primeira mão por Torsten Reinholz, na perspetiva do motorista, a bordo do novo Actros. No novo Multimedia Cockpit, com os seus dois grandes ecrãs digitais, todas as informações de base relevantes, referentes ao veículo e os novos sistemas de assistência são visualizados na perfeição. «Posso operar intuitivamente todas as funções do camião, tal como no smartphone. É uma grande melhoria, a comparar com o cockpit anterior», na opinião de Reinholz.

A fixação da carga e o controlo anterior à partida estão feitos, o sistema de alarme do reboque ativado. Reinholz coloca o seu smartphone, que se encontra ligado via Android Auto ao Multimedia Cockpit, a fim de carregar a bateria indutivamente na cavidade prevista para o efeito no painel de instrumentos. Depois carrega no botão start/stop do motor de arranque. «Agora vamos levar estes magníficos automóveis antigos em segurança e com confiança neste magnífico camião novo para o Sul de França!»


Fotografia: Matthias Aletsee
Vídeo: Martin Schneider-Lau

21 comentários