Rentável no transporte de contentores – Actros e RoadEfficiency são a solução

Economia & Logística

Em movimento para os clientes.

Os clientes da Transmaraña vêm sobretudo da indústria metalúrgica, mas incluem também um fabricante de artigos desportivos. Além disso, a Transmaraña assume encomendas para grandes transportadoras globais.

Em 100 quilómetros, o Actros consome menos dois litros de gasóleo do que o veículo comercial pesado mais económico de outra marca que integrava a frota da Transmaraña até ao momento.
Em 100 quilómetros, o Actros consome menos dois litros de gasóleo do que o veículo comercial pesado mais económico de outra marca que integrava a frota da Transmaraña até ao momento.

Qualquer pessoa que leia jornais, sabe: a Espanha sofreu grandes dificuldades económicas nos últimos dez anos. O Lehman Crash e a crise do euro abalaram fortemente o país. O governo viu-se obrigado a tomar medidas de poupança drásticas. O desemprego atingiu novos recordes. Na maior parte dos anos desde 2008, o produto interno bruto diminuiu. O impulso para uma empresa de transportes e logística é bem diferente.

Apesar destas condições, a Transmaraña teve um crescimento constante. Em 1985, Bastián começou como motorista e tornou-se independente, juntamente com o seu pai. Deram à sua empresa o nome do pequeno local de origem da família nos "Montes de Leon": Maraña. Desde essa altura, as estruturas da empresa foram sempre mantidas reduzidas. Atualmente, a empresa, com 45 colaboradores fixos, gera quase cinco milhões de euros de volume de negócios anual.

Para além da sua frota de veículos comerciais pesados e de reboques, a Transmaraña opera uma pequena frota de veículos comerciais ligeiros e, imediatamente ao lado da central nos arredores de Gijón, um armazém próprio, um posto de abastecimento público e uma instalação de lavagem de veículos comerciais pesados.


Economia e conhecimento. No caminho para uma recolha de contentores, o Actros da Transmaraña passa pela universidade de Gijón, que tem mais de 400 anos.

Como foi possível tudo isto, apesar das contrariedades macroeconómicas? "Em momento algum a crise chegou a fazer sucumbir a economia espanhola", explica Bastián. "Nós conseguimos convencer repetidamente os nossos clientes da nossa capacidade, o que nos permitiu mantermos a atividade e conservarmos sempre a nossa saúde financeira."

Foi esta força financeira que permitiu à Transmaraña, mesmo nos momentos mais difíceis, fazer investimentos – por exemplo no moderno armazém ou numa moderna frota de veículos comerciais pesados. "Estes são investimentos que neste momento, em que começa a sentir-se uma ligeira recuperação económica, compensam a duplicar: por um lado, porque somos capazes e, por outro lado, porque, graças a ativos modernos, podemos oferecer os nossos serviços a preços competitivos."

Um componente importante é o Actros, que, fiel à filosofia do RoadEfficiency, oferece baixos custos com a máxima segurança possível e a máxima utilização – e que, por isso, ocupará cada vez mais espaço na frota futura da Transmaraña. Aarón Bastián González: "Os custos de aquisição do Actros são de facto relativamente elevados, mas o investimento compensa: a rentabilidade global do veículo é simplesmente imbatível."


O RoadEfficiency na Transmaraña.

O RoadEfficiency da Mercedes-Benz Trucks também compensa na Transmaraña. A transportadora espanhola, que até há pouco não era cliente da Mercedes-Benz Trucks, integra agora cada vez mais Actros na sua frota. Três pilares são a base do sucesso do RoadEfficiency e permitem a utilização dos veículos comerciais pesados com a máxima eficiência:

1. Baixos custos totais.

Para o chefe da Transmaraña, Aarón Bastián González, foram sobretudo os bons valores de consumo do Actros que foram determinantes para ele dar à estrela a oportunidade de integrar a sua frota. Em 100 quilómetros, o Actros consome menos dois litros de gasóleo do que o veículo comercial pesado mais económico de outra marca que integrava a frota até ao momento. Um consumo menor é possibilitado na Transmaraña pela tecnologia inovadora, por exemplo pela segunda geração do motor de seis cilindros em linha Euro VI OM 471 no Actros 1845. Também o Tempomat preventivo Predictive Powertrain Control proporciona uma poupança adicional de gasóleo. E a análise de operação Fleetboard, que também é aplicada na Transmaraña, regista dados técnicos do veículo comercial pesado e avalia-os. Assim, os motoristas que precisam de aprender a conduzir de forma a economizar combustível, podem ter uma formação posterior objetiva. Para além disso, também os baixos custos de manutenção e de reparação, o elevado valor residual e as condições atrativas de leasing e de financiamento contribuem para a eficiência e para o baixo custo total dos veículos.



«No Actros, logo o equipamento de série é muito acima da média.»

– Aarón Bastián González, gerente da Transmaraña


2. Elevada segurança.

A Mercedes-Benz Trucks desenvolve sistemas de segurança inovadores há mais de 45 anos. Com o aperfeiçoamento do Active Brake Assist 4 e o novo Assistente de mudança de direção, a Mercedes-Benz Trucks dá continuidade ao seu trabalho pioneiro – e coloca dois sistemas de segurança na estrada que constituem um apoio suplementar para o condutor em situações de risco de colisão com pessoas. E não chega: o ABS e o ASR, o sistema de travagem eletrónico, o Assistente de Faixa de Rodagem, o Assistente de Controlo de Estabilidade e o Attention Assist contribuem igualmente para a segurança. O chefe da Transmaraña, Aarón Bastián González, começou a sua carreira como motorista de veículos comerciais pesados: "No Actros, logo o equipamento de série é muito acima da média. Quem anda na estrada com 40 toneladas, é responsável pela saúde e vida dos outros seres humanos e por bens materiais valiosos. Por isso, a segurança é a maior prioridade no transporte rodoviário pesado."


Eficiência máxima. Um Actros da Transmaraña como camião de contentores no porto de Gijón.

3. Elevada utilização do veículo.

A Transmaraña transporta, entre outras coisas, contentores até aos portos espanhóis, que têm regulamentos estatais rigorosos e acesso limitado. O cumprimento dos prazos é a maior prioridade. O que só funciona com veículos comerciais pesados que não precisam de fazer paragens não planeadas e que proporcionam uma elevada utilização anual média. Para a Transmaraña, a base é a fiabilidade do Actros, bem como os contratos de serviço completo. Adicionalmente, a empresa pretende experimentar o Mercedes-Benz Uptime. Graças a este serviço, os responsáveis pela frota dispõem de condições técnicas para monitorizarem permanentemente os seus veículos comerciais pesados, podendo reagir preventivamente antes de terem de recorrer ao serviço de assistência. As necessidades prementes de reparação são imediatamente detetadas, as reparações são facilitadas pelas informações em tempo real, as reparações e manutenções podem ser planeadas de forma ideal. Para além da comunicação inteligente em rede entre veículo, expedição e oficina por meio do Mercedes-Benz Uptime, também a gestão de transportes com Fleetboard aumenta os períodos de utilização dos veículos comerciais pesados graças à comunicação eficiente entre motorista e expedição.


Fotos: Matthias Aletsee

Sem comentários